Quinta-feira, 9 de Outubro de 2008

Complicações da vidinha

EU NÃO ACREDITO NISTO.... foi tudo abaixo.

Tinha um texto tão bonito....foi tudo á vida.

Vou tentar resumir tudo o que tinha escrito....

Para começar, axo que neste momento a minha vida está a tomar um rumo....bastou uma semana de silencio para o P. dar valor a tudo o que eu passei e continuo a passar por ele.

O P. foi trabalhar para França, não sei se por cobardia ou talvez por já não aguentar toda a pressão que o rodeava, mas de uma coisa eu tenho a certeza, ele não desistiu de mim, está a ser muito dificil esta distancia, como eu lhe disse a ele parece que existe sempre alguem ou alguma coisa que nos separa e cada vez para mais longe....mas eu tb axo que esta distancia vai dizer se o nosso amor é suficiente para sermos felizes juntos, pelo menos ando mais calma e tranquila...

Ontem recebi a noticia que vão recomeçar as aulas, ou seja em Setembro fui lá para ver o horário e fui informada que não havia alunos suficientes para as aulas começarem... a minha vontade era dizer meia duzia de palavrões e agarrar nas golas do homem que estava á minha frente a dar me a triste noticia, sei que ele não tem culpa mas agarrava á mesma.

O que me deixa lixada no meio disto tudo é que o nosso ministério da educação colocou as novas oportunidades em frente de tudo e então quem quer estudar a sério não tem essa oportunidade, isto não é justo.... bem mas parece que tudo se resolveu e a dita autorização já foi dada e então para a semana vão começar as aulas apenas com oito alunos.

Eu não sou contra ás novas oportunidades, mas por favor deixem estudar quem quer estudar a sério...eu quero ir para uma universidade e orgulhar me daquilo que sou, mesmo que fique no desemprego.

Sim porque dar um diploma ás pessoas que apenas escrevem um dossier com a história da vida e têm que memorizar meia duzia de coisas para mim não é o mais correcto, axo que existe outras formas de investir na educação, principalmente dar mais emprego aos professores que estão no desemprego.

Sempre quis seguir a educação ou seja ser professora de matemática, mas para que? para estar desempregada como tantos outros? ou ter que ir para fora de Portugal para realizar um sonho impossivel no nosso pais?

Eu tenho um caso destes na familia, tenho uma prima que é professora de Portugues e Frances então teve que ir para frança realizar o sonho dela, chegou a um ponto que os pais tinham que mandar dinheiro para ela viver, porque sozinha não conseguia sobreviver...foi a realização de um sonho. veio para Portugal e apenas tem aulas de vez enquando em colegios particulares. Fora isso está desempregada, como tantos outros.

As pessoas quando sabem que estou a estudar perguntam me o que eu quero seguir, nunca sei responder a essa pergunta, eu realmente sei o que quero seguir, mas neste momento no país que temos não é o mais acertado a seguir...

 

it's my live

 

 

 

 

sinto-me: Esta vida é um tédio
publicado por criscarneiro às 14:30
link do post | vá lá...fala | ver comentários (5) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. voltei...trintona

. VOLTEI!!!!!

. Feliz 2009

. o mesmo filme

. algumas fotos do meu nata...

. Um Natal muito feliz...

. Tudo vai bem...tudo vai m...

. 18 valores...yupii

. Estou mesmo fula

. Dia Escuro

.arquivos

. Julho 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.Contador


Contador Gratis
blogs SAPO

.subscrever feeds